Diretores consagrados e novatos se unem na Mostra de Cinema de São Paulo

São Paulo – Com um olhar que se aproxima do cinema asiático e um programa que aposta na participação de diretores consagrados e produtores novéis, a 34ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começou hoje para atrair o público na capital paulista com a exibição de 467 filmes.

Alguns dos nomes mais reconhecidos da sétima arte como Manoel de Oliveira, Woody Allen, Amos Gitai e Akira Kurosawa (1910-1998) compartilharão popularidade com recém-chegados à indústria, como mostra a “fiel vocação de contemplar a diversidade cinematográfica e revelar novos talentos” adquirida pelo festival, segundo uma nota da organização.

A seção “Perspectiva Internacional” projetará uma seleção de produções destacadas mundialmente, realizadas nos dois últimos anos, enquanto a categoria “Novos Diretores” vai premiar o trabalho de cineastas que tenham feito no máximo duas obras em toda sua carreira.

Na jornada de hoje, os espectadores poderão se deleitar com filmes como o documentário “Bhutto”, fita que repassa alguns dos fatos mais importantes da história recente do Paquistão entrelaçados com a vida da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, assassinada em um atentado terrorista perpetrado em dezembro de 2007.

O projeto, dirigido por Duane Baughman, que trabalhou na campanha eleitoral da atual secretária de Estado americana Hillary Clinton, pretende ser uma radiografia íntima da vida da primeira mulher que dirigiu um Estado islâmico, transformada em lenda após sua morte.

Os espectadores poderão ver na mostra o documentário nacional “Histórias Reais de Um Mentiroso”, dirigido por Mariana Caltabiano, sobre o estelionatário Marcelo Nascimento.

Já a tão falada coprodução entre Brasil e Espanha, “Lope”, do brasileiro Andrucha Waddington, também está na programação paulista. A trama, já avaliada no FestRio, retrata o momento da vida do poeta e dramaturgo Félix Lope de Vega (1562-1635), no final do século XVI, em que ele retorna da guerra e começa a escrever comédias em Madri como ganha-pão.

Esta edição conta com uma forte representação de cineastas do Oriente Médio, como o diretor iraniano Abbas Kiarostami, habitué da Mostra de São Paulo, que participa com seu trabalho “Cópia Fiel”, no qual a ganhadora do Oscar, Juliette Binoche, atua no papel principal.

O festival termina no dia 4 de novembro e apresentará também uma exposição de fotografias do diretor alemão Wim Wenders e uma mostra de storyboards do cineasta japonês Akira Kurosawa, dois célebres realizadores homenageados.

Fonte http://cinema.uol.com.br/ultnot/efe/2010/10/22/diretores-consagrados-e-novatos-se-unem-na-mostra-de-cinema-de-sao-paulo.jhtm

LEIA MAIS